Ponta da Pinta

Cão da Serra da Estrela

Testemunhos

"Sentimo-nos abençoados por sermos, desde há 6 anos, a família do Ébano da Ponta da Pinta, que veio para nós quando tinha 5 anos. Além de ser um maravilhoso membro da nossa família, é um exemplar fabuloso da raça - não apenas muito correcto fisicamente mas também a mistura perfeita do verdadeiro gentleman e do protector, sempre à altura da situação. Não hesitamos em recomendar a Ponta da Pinta, que em todos os aspectos define os parâmetros para outros criadores, com o conhecimento técnico necessário para preservar e melhorar a raça, e está na vanguarda dos despistes de doenças."

Jason Frater e Julie Pine/ Adephagia Estrelas, donos do Ébano da Ponta da Pinta

"O Pongo é o meu segundo macho Ponta da Pinta. Não tão grande como o anterior, o Kaiser, mas com o habitual bom feitio que os cães da Ponta da Pinta me têm habituado. Belíssimo guarda, mas um anfitrião excelente e um dedicado brincalhão sobretudo com crianças. Nos últimos 10 anos tenho acompanhado de perto o excelente trabalho que têm feito na defesa desta raça. Manuela, obrigado pelo constante e profissional acompanhamento que me tem proporcionado. Nota: estes cães adoram ver os donos a trabalhar no jardim, até se deitam para ver melhor..."

Paulo Rosa, dono do Pongo e do Kaiser

(Ding Dong da Ponta da Pinta)

 

"Queríamos uns cães que fossem uns excelentes guardas mas que fossem também de total confiança - por isso escolhemos a raça Serra da Estrela. Tão poderosas e velozes, é comovente ver o cuidado com que a Maria e a Carlota brincam com bebés, crianças e cães mais pequenos. Queríamos também um criador que tratasse os seus cães como membros da sua família e não como máquinas de fazer dinheiro - por isso escolhemos a Manuela."

 

 

Paula Fonseca, dona da Maria e da Carlota

(Noa Noa da Ponta da Pinta)

 

"Como criadora, a Manuela Paraíso não se limitou a entregar-me dois cães, a Vertigo e o Nureyev, teve também a preocupação acrescida de acompanhar sempre a adaptação deles e o seu estado de saúde ao longo dos anos. Ambos eram já adultos quando fiquei com eles e isso, obviamente, é completamente diferente de trazer para casa um cachorro com 2 meses. Sinto-me orgulhosa e abençoada por ter dois cães lindos, maravilhosos e com bom carácter, vindos de um canil de toda a confiança, onde são feitos testes aos problemas mais comuns desta raça como a displasia da anca e a cardiomiopatia dilatada. E ainda...o valor acrescido de ter sido o início de uma bela amizade."

Renata Bacellar, dona da Vertigo e do Nureyev da Ponta da Pinta

"Decidimos mudar-nos para Espanha e queríamos um cão de companhia. Depois de muito pesquisar, decidimo-nos pelo Serra da Estrela e nunca nos arrependemos dessa decisão. Em 2004, o Bebe entrou nas nossas vidas e nada voltou a ser como era. Um Ponta da Pinta com muita personalidade mas encantador, conseguia quase sempre levar a sua avante. Bastava um olhar dele e os nossos corações derretiam-se. Era amigo de toda a gente. Dava-se muito bem com outros animais, especialmente com o gato preto dos nossos vizinhos, que ele gentilmente ele pegava pela boca, jardim acima. Era leal, divertido e muito protector dos seus amigos, especialmente de crianças. Sentimos terrivelmente a falta dele, não passa um dia em que não pensemos nele."

Allan Nicholls, dono do Bebe 

(Psycho da Ponta da Pinta

"A Gilda foi um maravilhoso presente de Natal, em 2009, que veio secar as lágrimas pela então recente morte do nosso cão Romeu. Conheci a Manuela aquando da minha estreia como Gilda no "Rigoletto" em S.Carlos. Achámos que não poderíamos dar-lhe outro nome senão Gilda ! Era uma cadelinha muito inteligente (continua a sê-lo) , muito atrevida e traquinas. Quando completou um ano acalmou imenso, tornou-se muito dócil e meiga, muito amiga de toda a família. Adora fazer longas sestas, embora continue a correr velozmente e a chapinhar no ribeiro que atravessa o nosso jardim muito intrigada pelas rãs, e isto seja verão ou inverno. Mesmo no inverno adora apanhar chuva. Desde o momento em que os descobriu, acarinhou como seus dois cachorros e um gatinho abandonados que acabámos por adoptar. É um animal belíssimo, de pêlo muito escuro com umas madeixas cobre. Nunca teve qualquer comportamento agressivo e o meu filho, sobrinhos e crianças da vizinhança brincam muito com ela ! É linda a nossa Gilda!"

Carla Caramujo, dona da Gilda

"Em 2011, depois do desgosto com o falecimento duma cadela Serra da Estrela que durante 9 anos nos acompanhou, visitámos a Ponta da Pinta onde fomos recebidos magnificamente e de onde trouxemos a Vicky. Conhecemos nesse dia tudo aquilo que nunca nos havia sido transmitido acerca desta magnífica raça Portuguesa; constatamos o carinho, a dedicação e o amor que  Manuela Paraíso dedica a esta raça e aos exemplares que cria; conhecemos uma a uma a história de cada exemplar que lá tinha, traduzido em palavras de afeto e muito conhecimento. Apaixonamo-nos, ainda mais, por esta raça e em particular pela Vicky. Bem hajam pela dignidade e seriedade que dão à criação desta ilustre raça e desses magníficos exemplares."

Isabel Cunha, dona da Vicky

(Abracadabra da Ponta da Pinta)

"Ao longo dos anos, importei vários Serras da Estrela Ponta da Pinta. O que gostaria de destacar na nossa relação com a Manuela é a ajuda que nos deu. Ajudou-nos a encontrar outros cães, para complementar as linhagens que tínhamos. Foi uma excelente mentora e amiga quando nos iniciámos na raça. Não apenas deixando-nos visitá-la mas também apresentando-nos a outros criadores! Não se tratava apenas de encontrar bons donos para os seus cachorros mas também de ajudar esses donos a encontrar o que precisavam. A maioria dos criadores não perderia tempo com isso, por não haver nenhum ganho pessoal. Sempre debruçada sobre questões genéticas, procede a rastreios de doenças hereditárias necessários para o melhoramento da raça. A Manuela não se limita a criar cães fulvos capazes de ganhar exposições, pugna pela diversidade e profundidade genética. Se eu precisar de voltar a Portugal para adquirir sangue novo, a Ponta da Pinta será o primeiro lugar aonde irei."

Cindy Martishius/ TrailsEnd Estrelas, dona da Pastorale, Mogno, Nefertiti e Fenícia da Ponta da Pinta)

 

"Confesso que não tinha grande conhecimento sobre a raça até tentar conhecer um pouco e decidi escolher o meu Kuito. Nao podia ter acertado mais. Protector incondicional, sereno, amigo, inteligente, confiei nele a minha segurança e dos meus. Tenho agora um respeito e admiração profundos por animais deste raça. Acredito também que a orientação da Manuela Paraíso tenha contribuído imenso para este equilíbrio, e serei eternamente grato à Ponta da Pinta por me ter proporcionado estes anos incríveis com o meu Kuito. Um forte abraço, e bem haja."

Jorge Escada, dono do Kuito e do Viriato da Ponta da Pinta

 

"Em 2013, comprámos a uma criadora americana um Serra da Estrela que morreu com 7 meses. A autópsia revelou um defeito genético que causou morte súbita. Ao falar com novos amigos na comunidade dos Serras, descobri que muitos cães tinham morrido devido a esse problema. Então, tomei todas as medidas possíveis para que o meu próximo Serra fosse saudável. Tinha ouvido falar da Ponta da Pinta havia anos e várias pessoas recomendaram-me a Manuela. Antes de discutirmos a compra dum cachorro, ela falou-me sobre os problemas de saúde ligados à raça e foi muito mais informativa do que o criador normal para um eventual cliente. Percebi que o bem-estar duradouro dos Serras era uma prioridade sua e que fazia rastreios rigorosos para reduzir o risco dos clientes da Ponta da Pinta passarem pelo que eu passei. Trocámos impressões durante algumas semanas, porque ela quis garantir que eu receberia o cachorro adequado. Em Abril de 2014, chegou o Stromboli, que enriqueceu a minha vida e não poderia ser mais saudável. Já radiografou as ancas, com resultado excelente. Tem um temperamento espectacular e dá-se muito bem com os nossos cavalos, gatos e cadela. A Manuela acompanha semanalmente a evolução dele. Não podia estar mais feliz com o Stromboli nem com a minha experiência com a Ponta da Pinta."

Tim Horn, dono do Stromboli da Ponta da Pinta)

 

"Também eu dou o meu testemunho de uma apaixonada por esta raça que com amor e total dedicação fez nascer o que hoje é Ponta da Pinta. E os cães que eu conheci eram de uma doçura que só visto. Para não falar da beleza e fofura dos mesmos. Foi a primeira vez que vi alguém a ficar junto da sua cadela que ía ter os filhotes, todos em casa, para nascerem bem acompanhados e no quentinho de um lar onde o amor pelos animais impera. Hoje tem razão em estar feliz e orgulhosa dos seus bebés que tão bem representam a raça Serra da Estrela e o país, que é o nosso Portugal."

Isabel Lencastre, dona do Sansão 

(Enquanto Há Força da Ponta da Pinta

"Quando procuramos um cachorro pensamos que o LOP e o afixo só servem para serem caros, mas é o maior erro. Ao ver o nosso cão que nos acompanhou durante vários meses e se tornou um membro da família, com uma doença hereditária, não o podendo ajudar, o nosso pensamento muda. Ainda bem que conheci a Ponta da Pinta e a agora o Casal de Santo António ganhou um novo membro, o Diego, e nova alegria!"

Tânia Vieira, dona do Diego 

(Pico da Ponta da Pinta

"Excelentes cadelas com um carácter extraordinário, adoram a brincadeira e a companhia dos donos, gostam de boas correrias pelo jardim e de fazer os seus buracos (onde não devem...), acompanham as brincadeiras dos mais novos e brincam com eles também, gostam de uma boa escovadela mas banhos nem pensar, fogem da água num instante, gostam quando partilhamos a fruta com elas, com os biscoitos à frente sentam-se e dão as patas, tanto uma como a outra, são ambas muito protectoras da casa, dão sinal ao que é estranho. São as nossas companheiras e fazem parte da família. É uma excelente raça tanto para guarda como para estarem em família."

Vanessa Pecegueiro, dona da Bebé e da Sasha

"Estou apaixonada pelo Xavier todos os dias desde o primeiro em que o vi há mais de três anos. Apaixonei-me também por todos os que se encontravam na Ponta da Pinta! Irresistíveis é o mínimo que consigo dizer. São seres extraordinários! O Xavier é de uma doçura e de uma alegria de viver contagiantes, um eterno brincalhão, amigo fiel dos seus amigos, não deixando de ser um excelente guarda. Obrigada, Manuela, por me ter proporcionado esta Maravilha!"

Sara Sá Machado, dona do Xavier

 

       Newsletter

 

       2015 Ponta da Pinta