Ponta da Pinta

Cão da Serra da Estrela

Quem somos

Manuela Paraíso, animadora de rádio, locutora, jornalista, autora do livro "Cuidar do Cão da Serra da Estrela/ Rearing the Estrela Mountain Dog", criadora do portal www.caodaserradaestrela.net e do maior grupo do Facebook dedicado à raça, organizadora do 1º Encontro Global do Cão da Serra da Estrela.

Rui Garção, designer, produtor e realizador, dinamizador cultural.

 

Outrora companheiros de vida, permanecemos unidos na amizade e no projecto de contribuir para preservar e melhorar o Cão da Serra da Estrela de acordo com a sua tradição secular de cão de trabalho.

​​Tudo começou no século passado, em meados dos anos 20, com um Serra de pêlo curto chamado Tolvi. O cão do meu pai. Marcas brancas na cabeça, hoje inadmissíveis pelo estalão da raça, mas uma natureza intrépida e estóica, leal e inteligente como só um Serra sabe ser. Cresci a ouvir as histórias maravilhosas do Tolvi e dos outros Serras com que o meu pai convivera e senti-me escravizada. Mas só em 1997, depois dum passeio à Serra (regresso às origens), percebi que tinha chegado a altura de ter o meu Serra da Estrela. O Rui concordou e ao fim de pouco tempo também ele estava totalmente conquistado.

​​O dono dos nossos corações chamava-se Csar da Casa das Azenhas; para nós, o Mambo. Ele era tudo o que eu imaginara num Serra. Por brincadeira, decidimos levá-lo a exposições caninas, e os excelentes resultados fizeram-nos entusiasmar ainda mais pela raça e começar a estudá-la. Por ele, 4 anos mais tarde, ganhámos fôlego para concretizar o velho projecto de trocar a vida urbana pelos ares do campo. Mudámo-nos para uma quinta entre Pontével e Vale da Pinta, nos arredores do Cartaxo, apesar de continuarmos a trabalhar em Lisboa.

 

Questionámo-nos sobre se valeria a pena iniciarmos um projecto de criação da raça, por já existirem muitos criadores no activo. A percepção de que o Cão da Serra da Estrela estava a perder características fundamentais que lhe tinham permitido subsistir ao longo de séculos (tais como funcionalidade morfológica, carácter, aptidões de trabalho, instinto de sobrevivência, diversidade genética) fez-nos compreender que havia muito trabalho a fazer pela raça e que o nosso contributo poderia ser importante. Mal sabíamos que criar Serras se iria tornar uma dependência que consumiria todo o nosso tempo livre, energia...

e muito dinheiro.

 

 

A primeira ninhada nasceu no Verão de 2002 e, um ano mais tarde, a Ponta da Pinta impôs-se como uma referência na criação de Cães da Serra da Estrela, com vários exemplares a obterem múltiplas vitórias em exposições e a tornarem-se campeões de morfologia canina, em Portugal e no estrangeiro. Dentre eles, o primeiro, o mais famoso, um cão de referência, multi-campeão: o nosso muito amado primogénito 

Baden Baden da Ponta da Pinta.

 

       Newsletter

 

       2015 Ponta da Pinta